WIE BEHANDELT MAN KÖRPERLICHE SCHMERZEN
WIE BEHANDELT MAN KÖRPERLICHE SCHMERZEN
10th January 2018
QUERER CHAMAR A ATENÇÃO. OSTENTAÇÃO
QUERER CHAMAR A ATENÇÃO. OSTENTAÇÃO
28th January 2018
QUERO MEDITAR, MAS NÃO CONSIGO.
 

SEXO COM HOMENS ESTRANHOS FORA DO CASAMENTO

 

Querida S.Fair,

Eu tenho lhe acompanhado nestes últimos meses e lido os seus artigos.

Me arrisco a pedir a sua opinião para um problema que vem esquentando minha cabeça nos últimos tempos e, mais intensamente, nestes últimos dois anos.

Sou casada há mais de 25 anos e mãe de três filhos. A família vai bem, mas meu relacionamento com meu marido anda algo desbotado, mas a gente se entende bem. O “desbotado” é da minha parte e do meu ponto de vista. Minha percepção de nossa relação.

Fico sonhando e fantasiando de estar fazendo sexo com outros homens. Até tenho o desejo de fazer sexo pago com dois homens ao mesmo tempo.

Não tenho coragem de me separar dele, mas eu anseio mais aventuras, mais emoções. Quero-me sentir viva outra vez… Minha vida de viver só para a família tem me desgastado. E minhas fantasias estão cada vez mais ousadas. Estou doente da cabeça?

Clara.

 

Então vamos lá Clara… Ver se eu consigo te responder. Uma pergunta bastante complica…

Tu escreves dizendo que andas pensando em SEXO COM HOMENS ESTRANHOS FORA DO CASAMENTO nestes últimos anos. Descreves que o teu relacionamento, do teu ponto de vista, anda meio “desbotado”, mas que a família vai bem.

O que eu entendo, como uma regra da vida, é que vivemos e somos constantemente confrontados a tomar alguma decisão: Cozinho isto ou aquilo? Visto jeans ou uma saia? Vou caminhar hoje ou vou fazer compras com a amiga? Comprar ou não comprar? Ter sexo ou não com homens estranhos?!

E toda decisão tomada, seja ela qual for, bagatela, complicada, ordinária, pequena ou grande. Todas elas trazem uma determinada consequência, trazem uma reação. 

Parece-me que a questão sexual, fantasias sexuais são para ti um tema muito forte, um assunto que ocupa uma parcela de atenção e energia importantes em teu secreto íntimo.

Por que tu não conversas sobre sexo com o teu marido? É ele muito conservador, penso eu. E tu te sentes inibida em falar ou em buscar sexo mais ousado com o próprio marido. A rotina pegou e te aprisionou. E tu te sentes sufocada.

Busca ajuda profissional de um terapeuta, que tal? Com ele/ela podes falar de tudo abertamente e receber a ajuda correta que necessitas.

Pergunto-te: O que desejas alcançar com estas aventuras? Quanto mais tu pensas sobre estas possibilidades, e já o fazes há algum tempo, maiores serão as chances de tu as colocares em prática. De materializar o que tanto sonhas e anseias.

E existem tantas maneiras de se sentir viva outra vez. Sexo é passageiro e pode muitas vezes, ser bem frustrante se não corresponder às nossas fantasias.

Tu queres arriscar o teu relacionamento e a família para realizar tais escapadas? O que isto te trará? Em curto prazo, prazer sexual, mas e no restante? Como irás lidar em teu íntimo, com estes fatos que tu sabes que fizestes pelo sexo pago ou não? E se o marido descobrir? A questão é saber qual é teu entendimento sobre estas questões: Se tu achas que isto é um direito teu, uma vez que as “lides com a família te desgastaram”, como mesmo descreves ou tu terás algum problema de decisão moral. Consequentemente, problemas pessoais com sentimentos de culpa, por viver numa mentira.

De qualquer modo, resta saber o que tu entendes de mais importante para a tua vida neste atual período de tua vida, depois de 25 anos de casada e filhos, acredito que além da puberdade. O que é prioridade para ti? Sabes que não poderemos ter e manter tudo. Sempre teremos, no final das contas, abrir mão de alguma coisa. O que desejas sacrificar?

Então cabe somente a ti decidires, o que queres arriscar para ser realizada e viver feliz… E dormir em paz.

S.Fair

 

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of