EMOÇÕES PODEM NOS ADOECER.
EMOÇÕES PODEM NOS ADOECER.
22nd June 2018
4 TIPPS, UM NEIN SAGEN ZU LERNEN
4 TIPPS, UM NEIN SAGEN ZU LERNEN
21st July 2018

 

RELIGIÃO, ESPIRITUALIDADE, MEDITAÇÃO.

 

Faz bastante tempo que tenho em mente escrever algo sobre este tema. Para muitas pessoas pode ser bem controverso, mas eu pretendo arriscar a minha opinião sobre “RELIGIÃO, ESPIRITUALIDADE, MEDITAÇÃO”.

 

1- RELIGIÃO

O que é religião? Definiria eu como sendo um meio que através de um sistema definido de crenças, rituais, ensinamentos escritos ou orais de apaziguar, adorar a um Deus ou diversas entidades.  Tem por objetivo tranquilizar a consciência de seus seguidores, fornecer uma determinada conduta de vida espiritual e social.

RELIGIÃO, ESPIRITUALIDADE, MEDITAÇÃO.

A religião tem a sua importância e ela é de uma variedade quase infinita para todas as culturas, gostos e necessidades individuais.

Sem religião a humanidade estaria em bem piores condições morais. A religião, bem ou mal,  fornece aos seus seguidores freios e direcionamentos mais ou menos restritivos. Pode ser disciplinadora ou liberal. Tradicional ou moderna. Religiões mais frias e racionais, outras mais emocionais e teatrais.  Que visam o bem estar de seus membros e há aquelas que estão focadas unicamente em sua expansão financeira.

Tem gente que leva a sua religião muito a serio desejando ser um membro fervoroso, outros chegam a ser fanatizados e há aqueles que, confessam determinada religião para satisfazer as tradições de sua sociedade, mas sem se envolver com compromisso com ela.

Enfim, temos todos os modelos de religiões e seus respectivos membros ou seguidores…

 

 

Certa vez eu escutei uma sentença tão verdadeira que depois de ouvi-la, eu soube em como desenvolver este artigo.

Era algo assim:

“Quem busca a religião são aqueles que temem ir para o inferno. Os que buscam a espiritualidade são porque já estiveram no inferno”.

 

 

 

2- ESPIRITUALIDADE

As escrituras foram escritas por homens. E pessoas não são imparciais em seu julgamento das verdades. Em muitas religiões, a tradição nos informa que as suas respectivas Escrituras Sagradas foram trazidas por anjos ou por Deus pessoalmente.

Devemos usar a nossa inteligência para nos aperfeiçoar sem nos entregar às discussões religiosas que são sempre infrutíferas, favorecendo desavenças e desarmonias de toda sorte. A ponto de sermos fanatizados, míopes ou cegos, para a Verdade maior que Deus é Amor e, portanto, tolerante com a Sua criação multifacetada.

RELIGIÃO, ESPIRITUALIDADE, MEDITAÇÃO.

Porque tirar a vida de outra pessoa em nome de Deus? Provocar tanta dor e sofrimento em nome de uma religião e crer que está tudo bem? É a nossa ignorância que molda Deus/deuses conforme nosso gosto e conveniência, causando imenso prejuízo em virtude à pura falta de entendimento, incapacidade e desconhecimento do Amor Universal.

Isto é humano, vem de nossa imperfeição. Vem do ego ferido. Vem da incapacidade de perdoar e tolerar.

Deus espera pacientemente. Fornece-nos infinitas oportunidades para que entendamos este fato e a pratiquemos como nosso credo maior.

Deus é diferente para cada filho Seu. Existe um Deus pessoal e íntimo para cada um de nós. Por sermos dotados de personalidades diversas, com uma história pessoal de vivencias e aprendizados bem particulares e peculiares.

Da mesma maneira, sobre o nosso juízo com respeito à oração. Elas serão o resultado daquilo que entendemos por certo ou real.

 

  • Se concebermos que Deus não atende as nossas orações por Ele ter mais o que fazer lá no Céu, ocupado em dirigir o coro de anjos tocadores de harpas e controlar o trabalho de seus polidores de aureolas… Talvez, se deleitando em degustar uvas frescas! A se enroscar conosco, miseráveis criaturas. Então nós não teremos nossas suplicas atendidas.
  • Se crermos que não existe um Deus, estaremos sujeitos ao esforço material de nossas próprias forças unicamente.
  • Se nós valoramos que Deus nos ouve, Ele atenderá nossos pedidos, se os nossos anseios não forem nos destruir. Muitas vezes deveríamos temer os nossos desejos que poderão se tornar nossos grandes inimigos.
  • Finalmente, se aceitarmos o fato que Deus nos ajuda e nos alivia, então Ele virá ao nosso encontro para nos auxiliar, orientar e abrandar certos empecilhos em nossa vida e alma.

RELIGIÃO, ESPIRITUALIDADE, MEDITAÇÃO.

Resumindo: O Altíssimo e Suas ações ou não em nossa vida é o resultado direto daquilo que aceitamos por verdade para nós. Se estivermos abertos para Deus, Ele aceitará esta abertura de coração e mente para nos auxiliar. Entretanto, se não acolhemos Deus como uma realidade Superior, Ele entenderá nosso livre arbítrio e nos deixa absortos conosco mesmos.

Deus não nos pune pelos nossos erros ou ditos ”pecados”. Nunca!  A sentença equivocada de que  “Temos que pagar por nossos pecados”. Ele é Pai e entende que seus filhos precisam amadurecer e descobrir a verdade através da vivencia. E cada um tem o seu ritmo.

É interesse unicamente nosso em nos melhorar e aperfeiçoar a fim de aprimorar nossa vida espiritual e engrandecer nosso entorno. Se nos aperfeiçoamos, todos os que conosco convivem se beneficiarão deste processo. E desejarão se aquilatar igualmente, em nome do poder do bom exemplo que sempre funciona e convence mais que mil sermões ou discussões religiosos.

Se soubermos que isto ou aquilo não é correto, insistindo em persistir praticando o que nos prejudica fisicamente e espiritualmente, também é certo que todos têm a escolha de fazer uso do livre arbítrio de ter o direito de sofrer até escolhermos o caminho melhor.

Aqui, nesta categoria “Espiritualidade” se encaixa aquelas pessoas que estão abertas a se autodescobrirem, procurando o seu caminho espiritual a seguir. São os ditos esotéricos, místicos ou ocultistas. Podem lidar com alguma prática xamânica, estudar as coisas misteriosas e inexplicáveis. Desejar, em sua grande maioria, aprender e crescer espiritualmente. São tolerantes para com outras formas de crenças. Anseiam e lutam por um mundo melhor, mais justo e tentam praticar o Amor Universal.

 

3-MEDITAÇÃO

Quero dar um exemplo.

Eu recentemente adotei dois cachorrinhos malteses. Um casal. Extremamente lindos! Gosto deles por me darem muita alegria e trazerem vida para dentro de casa, num período delicado em que enfrentamos a enfermidade e limitações de meu adorado marido que é bastante idoso. Eles também são uma terapia bem vinda a ele.

A cachorrinha é muito arredia. Teme contato corporal e sempre se coloca em marcha cada vez que eu quero pegá-la em meus braços e lhe acarinhar. Todas as manhãs eu faço a sua higiene de olhos e escovo seus pelos alvos e sedosos para que se sinta bem em seus pelos tão peculiares a esta raça. Ela me teme sendo que eu nunca lhe fiz nada. Ela tem medo de ser pega, por ser muito pequenina. Ela não sabe que eu somente quero lhe ajudar, proteger e dar-lhe muito carinho. Eu fico triste em ver como ela foge de mim e tenta me evitar devido aos seus medos. Shanti, o cachorrinho mais velho, desfruta de meus afagos ficando parado esperando receber agrados. Ele sabe que de mim vem somente coisas boas para ele. Comida, água, petiscos extras, brincadeiras e atenção. Mas a pequena Yoga, é uma absoluta egoísta, arranca todas as coisas que Shanti ganha de mim de sua boca para, no final das contas, não acabar comendo por não lhe apetecer. Seu slogan: ”Eu não como, mas tu também não irás comer, pois eu evitarei que tu consigas tirar isto de mim!” Faz estardalhaço e muito ansiosa.

Ela ainda não entendeu que não precisa arrancar todas as comidas de Shanti, pois ela ganhará sempre tudo igual, não importando se come ou não. Para mim, não tenho preferência, eu amo os dois e dou o melhor para eles igualmente. Só que um entende que não é necessário competir e vive mais tranquilo e a outra, porém, ainda não atinou este fato vivendo nervosa e receosa, temendo que vá morrer de fome ou que algo ruim possa lhe acontecer.

Também é assim, nesta simples analogia, que sucede o nosso relacionamento com Deus. Ele tem o melhor para oferecer em derramar o Seu amor sobre nós, seus filhos. Mas nós não compreendemos isto e O ignoramos. Deixando Ele triste por saber o quanto seriamos felizes e autorrealizados se nos deixássemos ser recolhidos pelos Seus braços. Assim como eu permaneço esperando que o dia chegue a que minha pequena Yoga amadureça  se convencendo de  que comigo é tudo de bom… Da mesma maneira, o Altíssimo aguarda com paciência pelo dia que a nossa consciência desejar a Sua presença e controle absoluto Dele em nossa vida para a nossa felicidade.

 

Quem se dedica e se disciplinar na prática seria e profunda da meditação, irá experimentar aos poucos, grandes transformações em sua vida pessoal e espiritual.

RELIGIÃO, ESPIRITUALIDADE, MEDITAÇÃO.

Esta pratica acalma, nos faz mais introspectivos, concentrados e nossa visão das coisas em geral, se expande.

Mesmos nós nos surpreendemos por passarmos a pensar agir e reagir de uma maneira diversa de antes.

A meditação é a maneira mais eficiente de nos enlevar, corrigir nosso entendimento sobre a vida e as pessoas. Aproxima-nos do Pai/Mãe Divinos e nos enche o coração de amor. Somos realmente capazes de amar todas as gentes e seres vivos por compreendermos que estamos todos conectados um com outro na caminhada eternal da evolução. Não há inimigos que devem ser perseguidos, que não existe um inferno onde queimaremos eternamente envoltos em enxofre, que não existe condenação perene, muito menos pecados.

Compreendemos e desejamos nos aperfeiçoar até última partícula, possibilitando nos libertar e nos autorrealizar espiritualmente.

Esta autorrealização nos conectará com o Absoluto e a nossa consciência se expandirá. Libertando-nos definitivamente de nossas mazelas karmáticas ou dívidas que trazemos de outras existências anteriores (reencarnações).

E por que tudo isto ocorre ou é possível?

Na meditação verdadeiramente profunda em busca sincera da comunhão com Deus, não teremos mais a curiosidade ou ânsia de ir a videntes e cartomantes para saber do tarot  sobre a nossa sorte, não precisamos mais de nos deslocar a lugares sagrados, visitar algum  mestre ou guru, pagar promessas, fazer barganhas com Deus etc.. Tudo isto não nos é mais necessário devido que sabemos, por experiência pessoal que, a orientação vem diretamente da intuição pela meditação. Teremos nossos problemas resolvidos e compreendidos através da meditação. Nosso ser se equilibra naturalmente e somos capazes em discernir entre certo e errado, que caminho seguir e que decisão  tomar. Os desafios da vida não nos amedrontam, aliás, esta palavra “medo” não significa mais nada para aquele que cresceu na arte de meditar ou se libertou, através da autorrealização espiritual…

A vida e seus mistérios nos são revelados. Tudo nos parece claro. Satisfaz-nos a vida e seus acontecimentos tais como eles os são e se nos apresentam.  Sentimentos de insatisfação, solidão e apego material já não existem mais. Somos catapultados para uma esfera interior cheia de paz e regozijo, pois a Doçura da Mãe Divina vicia… Vicia! Uma vez provado deste Mel, não seremos capazes  de viver sem desejar prová-lo sempre e sempre outra vez mais.

Namaste!

 

E se você gostou de nosso site e de nossos artigos, ficaremos felizes com um comentário seu. Acrescente nosso BLOG em seus favoritos. Novos artigos postados periodicamente. Contato com S.Fair:  s.fair@livrosideiaslivres.com

 

RELIGIÃO, ESPIRITUALIDADE, MEDITAÇÃO.

ISTO PODERÁ LHE INTERESSAR:

-LINK INTERNO – QUERO MEDITAR, MAS NÃO CONSIGO. 

-LINK EXTERNO – EL VALOR PERDIDO DE NOSTRA SOCIEDAD, LA TOLERANCIA.

 

 

 

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of