EMOTIONEN KÖNNEN UNS KRANK MACHEN.
EMOTIONEN KÖNNEN UNS KRANK MACHEN.
11th August 2018
COMO FAZER LICOR CASEIRO
COMO FAZER LICOR CASEIRO FÁCIL
19th September 2018

 

 

HÁ VIDA DEPOIS DA MORTE FÍSICA.

As etapas da evolução espiritual. Somos todos imortais.

 

Muito já se tem escrito sobre este tema e, o espiritismo já produziu inúmeros excelentes vídeos que está a disposição nas redes sociais aos interessados com explicações bem claras. Mesmo assim, quero dar aqui a minha contribuição a este assunto sobre os esclarecimentos aprofundados de Swami Sri Yukteswar Giri, do livro “Autobiografia de um Yogue”. Ali encontramos diversas páginas dedicadas, elucidando esta temática singular. Encontramos isto dentro do capítulo 43 intitulado a “A Ressurreição de Sri Yukteswar”. Meu objetivo é fazer um resumo destas revelações, simplificando a abordagem. Acompanhe HÁ VIDA DEPOIS DA MORTE FÍSICA.

TEMAS ABORDADOS:

Como se dividem as etapas da evolução espiritual?

Como são esses mundos?

1-O MUNDO FÍSICO.

O que prende uma pessoa aqui na terra obrigando a retornar para viverem muitas vidas?

A- Carma.

B-Desejos.

E como funciona isto tudo?

Sobre os suicidas.

2-MUNDO ASTRAL.

Os espíritos podem se locomover de um lugar para o outro?

Como é o corpo de um espírito?

Quanto tempo se vive num mundo superior elevado?

Existe carma no mundo astral?

O que fazem os espíritos no mundo Astral?

3-MUNDO CASUAL.

Conclusão:

 

HÁ VIDA DEPOIS DA MORTE FÍSICA.

O espirito se desprende do corpo adormecido ou quando morre. Nós somos espíritos.

 

Estes esclarecimentos sublimes ocorrem justamente num momento quando Paramahansa Yogananda, muito tristonho com a partida de seu amado Guru deste planeta. Meses depois de sua morte física, o espírito de Sri Yukteswar pareceu diante dele, num hotel em Bombaim. Materializado em carne e osso, numa manifestação idêntica ao seu corpo de outrora, enterrado sob as áreas de seu eremitério em Puri. Yogananda inclusive narra o detalhe de que podia sentir o seu odor corporal tão característico de seu Guru.

Dias depois se soube também que o espírito ressurreto dele apareceu a uma idosa senhora em Puri. O grande Mestre costumava sempre falar gentilmente com esta senhora por ocasião de seus passeios. Neste dia, como de costume, ele travou uma breve conversação com ela. Sri Yukteswar pediu então à senhorinha que fosse, naquela tarde, visitá-lo em seu eremitério. Desta feita, ela aceitando o convite foi perguntar pelo Mestre que lhe havia pedido que o visitasse ali. Os discípulos perplexos lhe informaram que o seu amado Guru fazia dias que já se havia ido e que a sua sepultura se encontrava ali no terreno. Que fosse conferir.

Por que isso?

Para comprovar que espíritos grandiosos, como Jesus Cristo podem ressurgir da sepultura em carne e osso.

Continuando…

Aparecia diante dos olhos perplexos de seu discípulo que o abraçou num “abraço de polvo”, diante seu entusiasmo em vê-lo novamente em uma apresentação tão material. Swami Sri Yukteswar foi impiedosamente bombardeado com dezenas de perguntas ávidas por respostas, referente ao mundo espiritual… Por cerca de duas horas completas!

Segue aqui, o meu humilde ensejo de compartilhar estas revelações para quem tem “olhos de ver e ouvidos de ouvir”. Para todos aqueles que estão receptivos às questões espirituais irão se sentir fortemente tocados e refletirão sobre o assunto. Talvez até se animar em adquirir este livro e conhecer isto e outras coisas melhor e pessoalmente. No final deste artigo haverá links a disposição. Aos que ainda não conseguiram encontrar o “botão da campanhinha”, se sentirão como diante de uma imensa pesada porta que não quer se abrir. Total sentimento de frustração. Mas acredite, a campainha se encontra instalado na porta. É só procurar e querer. Querer de alma.

Assim, em minhas palavras, daquela conversa elucidadora entre mestre e discípulo.  Numa circunstancia muito especial e rara. Mesmo o grande mestre Sri Yukteswar pediu a seu discípulo que divulgasse este evento ao mundo interessado, como uma prova real da existência de vida após a morte. De que somos espíritos e não um amontoado de problemas em carne e ossos.

 

HÁ VIDA DEPOIS DA MORTE FÍSICA.

Como se dividem as etapas da evolução espiritual?

Ele, Sri Yukteswar, descreve três etapas:

Mundo físico ou material,

Mundo astral,

Mundo Casual.

E estas classificações nem são tão abstratas e abstrusas assim como parecem ser. Nós, seres humanos, somos plenamente capazes de vivenciar estas categorias mencionadas em nosso dia a dia:

– Quando realizamos nossas atividades corriqueiras que envolvem os órgãos sensoriais tais como visão, audição, degustação, tato etc., estamos experimentando diretamente as questões do mundo físico ou material.

HÁ VIDA DEPOIS DA MORTE FÍSICA.

Usando os sentidos nos conectamos ao mundo material.

– Quando pensamos, criando coisas mentalmente, imaginação criativa ou fantasiosa ou ainda, quando sonhamos a noite, estamos conectados com o mundo astral.

– Quando meditamos profundamente, ausente de qualquer distração. Focando somente na presença de Deus, estamos sintonizados com o mundo casual. Este é um mundo abstrato e sem formas. Ali só existe a ideia, a energia inteligente de luz. O absoluto de tudo reunido integrado e fundido numa poderosa força de Luz.

Desta feita, irei abordar cada uma destas etapas que nós e todos os outros seres criados por Deus enfrentamos em nossa caminhada evolutiva.

 

Como são esses mundos?

Nos incontáveis mundos de infinitas possibilidades criados por Deus, existem muitos seres caminhando para a evolução espiritual. Os elementais da natureza, seres que vivem em outros planetas, querem estes sejam materiais ou residentes em outras dimensões, seres com aparência humanoide ou não. Seres criado em ambientes completamente desconhecidos por nós. Todos, não importando a sua aparência e estado dimensional que vivem. Todos, sem exceção, estão dotados de um espírito indestrutível, imortal e evoluindo, a seu próprio ritmo. Progredindo para se encontrar e se reunir um dia com Deus.

 

1-O MUNDO FÍSICO.

O ser humano se encontra aqui na Terra para aprender a progredir espiritualmente. Uns levam esta questão mais a serio com maior velocidade e, enquanto outros tardam para se sensibilizarem referente essa necessidade empírica de crescimento espiritual: a busca pessoal de Deus em sua vida.

HÁ VIDA DEPOIS DA MORTE FÍSICA.

Vivendo a nossa história pessoal aqui na Terra.

Mais uma vez detalhando:

Tudo o que vemos e sentimos faz parte de um mundo ilusório e transitório. Um mundo de sonhos ou maya. A única realidade absoluta é Deus, com morada estática e ativa no mundo casual.

Todo o restante, desde a ínfima bactéria até a mais grandiosa galáxia deste ou situada em outro mundo vibracional. Tudo é ilusão, pertencente mais ou menos ao mundo das formas. Tudo isto são meios para que os filhos de Deus, não importando a sua manifestação física e a que categoria de alento de vida pertence. Tudo foi criado com possibilidades multiformes e infinitas para que estes espíritos possam se educar e amadurecer a sua essência espiritual.

O homem fará inúmeras incursões aqui neste planeta quanto forem necessárias. Até que ele esteja maduro o suficiente para seguir em planos astrais superiores. Isto é, quando se libertou das necessidades que o prendem aqui nesta materialidade.

 

O que prende uma pessoa aqui na terra obrigando a retornar para viverem muitas vidas?

O que faz uma pessoa retornar e a reencarnar em muitas vidas e em diferentes corpos e histórias aqui na terra, são dois motivos:

A- Carma.

Enquanto tivermos questões a saldar com nós mesmos e outras pessoas, teremos que retornar. Isto pode ser maus tratos ou injustiças infligidos a outros, trabalho ou missão pessoal mal realizado, lições não aprendidas. Talvez a reforma íntima incompleta que é responsável por atrair acidentes ou criar inúmeras enfermidades, mais ou menos graves etc. Cada pessoa desenvolve a sua própria peça teatral a ser representada como autor principal. Envolvido com seus próprios e peculiares desafios. Vivendo uma historia única pessoal e intransferível. Até que num dia a cortina se cerrar, pondo fim a esta peça representada com mais ou menos êxito.

B-Desejos.

Mesmo que uma pessoa já esteja muito evoluída na senda espiritual, mas se ela ainda acalenta desejos que anseia realizar ou usufruir, ela terá que voltar a um novo corpo e viver outra vida a fim de realizar ou satisfazer este desejo que lhe é caro. Muitos morrem frustrados por não terem alcançado suas aspirações, cobiças ou objetivos estipulados. Não é possível abandonar este planeta material enquanto nossos desejos não forem conquistados. Tudo aquilo o que nossa alma almeja. Ocupando a nossa energia e atenção. O que aqui foi iniciado, aqui também deverá ser levado até o fim ou saldado. E isto, de uma maneira ou outra. As maneiras como isto poderá ser feito também são muitas.

Portanto, os desejos são correntes que nos aprisionam aqui na Terra. Diz uma música devocional “que os desejos são o meu maior inimigo”. E é verdade.

E como funciona isto tudo?

Pessoas que abandonam seu corpo em ignorância espiritual, com ódio no coração, repletos de cobiça e apego aos bens materiais, vícios sexuais graves, apego a drogas, desejo de revanches, suicídio etc. Estes seres infelizes irão experimentar um período astral nada agradável e tortuoso para o espírito. Nem poderia ser diferente, uma vez que não tiveram interesse em reforma pessoal, pesando seus pensamentos e atitudes. Viveram como se vida fosse eterna… O apego aqui na terra e desejo de propagar maldades e injustiças foram muitas. Sofrem em regiões astrais inferiores agonias e tormentos de toda sorte. Permanecem neste estado deplorável até que chega o período oportuno de retornarem em um novo corpo com pais que tem a mesma vibração do espírito reencarnante. É por isso que vemos gente existindo em extrema pobreza ou em regiões em situações de muito pesar emocional e físico. Pessoas que nascem com horrendas deformidades corporais ou psíquicas ou ainda que, padecem de doenças que pedem enorme abnegação desta criança ou pessoa adulta.

 

HÁ VIDA DEPOIS DA MORTE FÍSICA.

Pais e filhos são atraídos um para o outro de acordo com a sua vibração espiritual.

Sobre os suicidas.

Toda pessoa que termina com sua vida por motivos de covardia e fuga em face de seus desafios pessoais, dá origem a um processo doloroso de recuperação física e espiritual. Não estou aqui para julgar os motivos de término existencial de ninguém. Cada qual tem seus motivos e por esta decisão extrema, responderá pelas consequências. Mas todos nós trazemos dívidas e desafios a serem tratados, criados por nós mesmos e, não por ninguém mais. Ninguém é culpado pela nossa miséria… E findando uma vida, onde justamente estamos usufruímos a oportunidade ímpar de saldar nossas mazelas, ocasiona muitos reverses espirituais para quem comete o suicídio.

Não sei como seria interpretada espiritualmente a situação de quando, numa guerra escabrosa, alguém sabendo de seu destino igualmente escabroso, que será o de acabar caindo em mãos inimigas de soldados sedentos em causar sofrimento. Ouve se muito de gente, especialmente de mulheres, que preferem causar suicídio a cair sob o julgo destas mãos perversas… Tudo fruto da ignorância e dos carmas pessoais.

 

2-MUNDO ASTRAL.

Da mesma maneira que existe uma infinidade de seres em distintas categorias de evolução espiritual aqui na Terra, da mesma forma existem diversos mundo astrais. Estes acolhem os igualmente muitos seres de diversas categorias evolutivas e vibracionais.

HÁ VIDA DEPOIS DA MORTE FÍSICA.

Na Casa de Meu Pai Há Muitas Moradas – Jesus Cristo.

Numa analogia do que acorre aqui em nosso planeta azul.

Encontramos regiões onde há paz, enquanto em outras há guerras eternas. Numa existem abundância, em outros a escassez de tudo causa muito sofrimento. Regiões onde os habitantes são pacíficos e, em outros países, as pessoas são complicadas de todo. As pessoas tendem a viver agrupadas de acordo com o seu carma pessoal.

Assim também ocorre no mundo astral. Lá vivem todos os seres que abandonaram o corpo material ou mais denso. São todos dotados de mais ou menos virtudes espirituais. E, de acordo com o estado evolutivo que cada qual carrega, vive num determinado “espaço ou região” astral que seja adequado à sua categoria particular. Jesus Cristo mesmo declarou “Que na casa de meu Pai há muitas moradas”. Existem mundos muito inferiores e pavorosos até regiões específicas destinadas somente aos seres de muita luz. Quem está lá em cima poderá baixar aos mundos inferiores com alguma missão, mas os do baixo umbral não poderão subir a passeio. O espectro terrestre e astral é bem abrangente e multifacetado.

 

Os espíritos podem se locomover de um lugar para o outro?

Espíritos mais evoluídos podem se transferir de um “lugar, região ou mundo” para outros em fração de menos de um segundo, vamos dizer assim. Basta o espírito querer se locomover de um sitio a outro pela vontade de seu querer que, viajará por intermédio do veículo da luz instantaneamente. Enquanto que nossas viagens aqui na Terra duram minutos horas ou dias. Antigamente, até meses e anos. Já progredimos muito neste quesito, mas não da maneira que ocorrer no mundo astral.

 

Como é o corpo de um espírito?

O espírito evoluído poderá se materializar num corpo novo ou no qual habitou aqui na Terra assim como desejar. Ou plasmar uma aparência completamente nova e diversa. Muitos espíritos, pelo seu querer e vontade, mantém um corpo mais jovem em quanto outros, se decidem por manter uma aparência mais idosa.

 

Quanto tempo se vive num mundo superior elevado?

De principio, deve se ter claro que, no mundo astral, não existe nem tempo nem espaço da maneira que conhecemos aqui na Terra.

Espíritos evoluídos como Jesus Cristo, Buda, e outros grandes Mestres, como o próprio Sri Yukteswar, vivem em regiões superiores. E isto pode levar, mais ou menos, dentro de nossa percepção terrena, entre 500 a mil anos. Isto não é regra. O “tempo” poderá se estender para muito além disto ou para bem menos. Depende da atividade ou objetivos que cada espírito possui.

E estes espíritos muito evoluídos podem decidir voltar a viver em um novo corpo aqui na Terra para executar uma missão específica. Ou a fim de eliminar seu último carma que lhes ainda prende a este planeta.

 

Existe carma no mundo astral?

Sim existe.

Os espíritos libertos do corpo denso, da mesma maneira que acontece aqui na Terra, trabalham para avançar no mundo astral, a fim de se libertar de qualquer resquício de carma e desejos astrais. E cada espírito vive a sua própria e particular trajetória evolutiva. Sempre seremos seres únicos.

Os níveis superiores astrais são dotados de muita beleza visual. Muitas pessoas que já enfrentaram as tais experiências de quase morte e retornaram, contam que foram testemunhas de muita paz, harmonia e beleza geral. Tamanha que, não desejavam mais retornar ao seu corpo aqui na Terra. Muitos afirmam que estes lugares são de uma beleza paradisíaca que não se pode conceber.

 

O que fazem os espíritos no mundo Astral?

Espíritos que desencarnaram de seu respectivo mundo denso, com necessidade ou não de retornarem a estes por alguma razão ou outra, trabalham para evoluir a si mesmos, se instruir e ajudar outros.

Espíritos de luz meditam ou permanecem em estado de êxtase, samadhi ou vigília consciente espiritual por longos períodos a fim de “resolver problemas intrincados com o governo astral”, auxiliar outros Seres que precisam de sua ajuda, quer estes estejam encarnadas ou não. Há espíritos ascenssionados que  são designados com a missão de auxiliar outros espíritos a evoluírem a tal ponto, desfazendo seus últimos carmas astrais e prepará-los para ingressar no mundo Casual.

 

3-MUNDO CASUAL.

Quando os espíritos atingiram um estágio tão superior que anseiam abandonar completamente e definitivamente o mundo das formas decorativas de intrínseca beleza, estarão aptos a deixar o mundo astral para se transferirem ao mundo casual. Libertos de todo desejo e carmas astrais, livres e realizados, se unem com Deus e com todos os espíritos de luz que lá se fundiram também. Isto sem perder a sua individualide construída em sua trajetória particular. Eles não anseiam mais pelas limitações das formas e dos desejos. São Seres libertos. Mas ocorre também que, espíritos que vivem no mundo casual, com saudades do mundo das formas, abandonam este estado casual e se transferem temporariamente ao mundo astral, para mais tarde retornarem.

Sri Yukteswar conta que há muitos espíritos superiores e de grande mérito, mas que resistem em dar este significante passo final de libertação absoluta. De abandonar o mundo astral e se fundir num mundo de pura energia e luz. Abstrato, constituído somente de ideias, de harmonia e do amor absoluto que a tudo permeia…

Há outra música devocional que diz: ”O lugar além dos sonhos”. Este lugar é o mundo casual, o estado vibracional em que consciência absoluta se funde com Deus.

 

Conclusão:

Quando se compreende estas revelações deveríamos estar imediatamente interessados em turbinar o nosso avanço espiritual a ficar por estas baixas e grosseiras esferas, patinando sem sair do lugar. Sofrendo com a ignorância geral.

Deveríamos passar a medir nosso grau de desejos, o que de fato é prioridade entre o que é lixo que só nos escraviza, impedindo nosso progresso.

Desejar e trabalhar conscientemente pela nossa reforma interior e buscar Deus através da meditação regular e profunda. Este é o caminho que nos enlevará e acabará, por fim, nos libertando de nossa cegueira e, consequentemente, de nossas próprias desditas…

 

E se você gostou de nosso site e de nossos artigos, ficaremos felizes com um comentário seu ou com um clique no like. Acrescente nosso BLOG em seus favoritos. Novos artigos postados periodicamente. Contato com S.Fair:  s.fair@livrosideiaslivres.com

 

HÁ VIDA DEPOIS DA MORTE FÍSICA.

ISTO PODERÁ LHE INTERESSAR:

-LINK INTERNO – Conheça Paramahansa Yogananda 

-LINK EXTERNO – Auto Biografia De Um Yogue 

 

 

 

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of