ESTOU DESESPERADO
20th July 2017
ENTREVISTA COM  S.FAIR “REVISTA DIVULGA ESCRITOR”
22nd July 2017

 

DEPRESSÃO, DESESPERO, SUICÍDIO

 

O e-mail de Carlos B. em nosso FÓRUM motivou-me a tratar deste assunto delicado.

Estas três palavras: DEPRESSÃO, DESESPERO, SUICÍDIO, são todas palavras fortes, impactantes que tem o poder de expressar tudo àquilo que possa ser sinônimo de desesperança, negatividade, improdutividade emocional e, por fim, a total falência do ser.

São estas pessoas que vivem no mundo das emoções. Não são capazes de refletir e pesar com clareza o seu caminho na escravidão destas emoções em que se deixaram ancorar. Não percebem que a vivencia nesta senda de emoções desregradas, está lhes levando cada vez mais para o fundo do abismo, a total ruína. Acostumaram-se ao hábito danoso de viver na tristeza, no pessimismo e na falta de forças para trabalhar por seus objetivos buscando uma solução para os seus dilemas existenciais.

 

DEPRESSÃO

DEPRESSÃO, DESESPERO, SUICÍDIO

O que é DEPRESSÃO?

Os sinônimos para depressão muitos para esta palavra: desalento, abatimento, alquebramento, esmorecimento… E aí vai.

A depressão é tristeza prolongada que podem durar semanas, meses ou anos. Afeta a vida do indivíduo tirando lhe a motivação e, recheando seus ânimos com o desanimo. Nada parece mais fazer sentido, a pessoa se encontra insatisfeita com a própria vida, porém, se acha incapaz de mudar as sua situação para melhor. Está estagnada, inativa e presa a sua dor pessoal.

É um estado muito difícil e, a grande maioria das pessoas só consegue sair desta armadilha com ajuda especializada. Sozinhas não estão aptas de enxergar nem trabalhar por novas perspectivas.

A angústia e o desanimo prolongados acabam fazendo a pessoa adoecer fisicamente e psicologicamente. O inconsciente está sendo alimentado somente com pensamento de toda ordem derrotista.

Nossa mente, o lado inconsciente de nosso ser, funciona como um PC que coleta e armazenam dados e informações de toda sorte. Se a nossa vida se encontra focada em pessimismo, ausência de coragem e iniciativa, é claro que, este PC, entende que a pessoa em questão não se valoriza. Desta feita tenderá a contribuir para que ela acabe adoecendo de verdade, pois é exatamente isto que está buscando com seu modo de pensar desequilibrado e doentio. E, muitas vezes, é sem volta. E daí, a gritaria é grande quando algo acontece.

 

COMO LIDAR COM A DEPRESSÃO?

Todo o sistema do pensamento desta pessoa necessita ser urgentemente reformado a fim de que não agrave. Visto que o deprimido estar por demais focados em seu sofrimento que, acredita ser gigante e intolerável, sua amargura infinita e nas suas mazelas, não lhe é fácil perceber que a sua situação existencial que tanto rejeita, pode ser, com grande possibilidade, mudada. Necessita entender que está acostumado às sensações de paralisia e vive preso à rotina dos sentimentos de desalento. E aí que está o problema: Quando nos acostumamos a algo, tememos o novo, preferindo o conhecido e velho estado…

1-É importante trabalharmos conscientemente para sairmos desta onda viciada de pensamento de aflição. Nós precisamos romper esta paralisia que sustentamos e que tememos perder. Paralisia só se rompe com movimento: Atividade física, buscar estarmos mais ao sol, mais convivência familiar e social. Sair do escuro e do casulo do isolamento.

2-Aprendermos a desenvolver gratidão pelo que temos e já conquistamos é o primeiro passo de mudarmos a visão destorcida das coisas. Nem tudo se encontra tão ruim e quebrado em nossa vida. Mas é confortável ao nosso pobre ego crer que tudo está irremediavelmente errado e, que só nós é estamos corretos. Sendo nós a absoluta vítima nesta história toda.

3-Fazermos um balanço de perspectivas e analisarmos o que pode ser transformado. Vejamos o pensamento abaixo: Três leis de sucesso na vida: 

Ter a tranquilidade necessária para com as coisas que não podem ser mudadas,

Mudar as coisas que podem e deveriam ser mudadas,

E desenvolver a sabedoria para diferenciar a situação entre as duas primeiras leis!

A pergunta é: ”Queremos realmente alterar algo em nossa vida? Sair da depressão? Pagar o preço de uma mudança, às vezes, radical?” Na maioria dos casos, reclamamos de nossa condição,  colocamos a culpa nos outros. Porém, não existe a menor energia, a determinação e estratégia de fazermos as modificações necessárias. E acaba-se estagnado num círculo diabólico.

4- Ousar novos projetos acreditando em nós mesmos. Se a tônica é de que “eu não consigo, não posso, não vai dar certo mesmo…” Assim, já perdemos antes mesmo de começar. A existência vai passar sem nunca termos experimentado experimentar com inteligência.

5-Lembrarmos-nos de algo simples e verdadeiro: Alterações só ocorrem com alterações!

6-A depressão está associada com os baixos níveis de serotonina, o hormônio do humor, do bem estar, da disposição positiva. O deprimido naturalmente come desregrado e não se importa com a sua alimentação.

Assim sendo, uma alimentação regular contendo produtos integrais, ovos, folhas escuras, brócolis,  nozes, mamão, laranja, maçã, banana, chocolate com 70 a 80% de cacau, cúrcuma, sementes de abóbora. Evitemos o açúcar, as frituras e os alimentos industrializados e os refrigerantes.

“Ah! Mas eu não gosto, não quero, não me é importante!” Eu sei que estas dicas funcionam. Funcionaram comigo acabando de vez com a minha melancolia. Querer permanecer atado  à depressão não é realmente uma boa opção de vida.

 

 

DESESPERO

DEPRESSÃO, DESESPERO, SUICÍDIO

O que é DESESPERO?

Desespero é a total falta de esperança. A pessoa está tão afogada em um turbilhão de emoções explosivas que não é capaz de vislumbrar a saída para o seu caso. Entende que a situação pela qual atravessa é intransponível ou difícil para ela sobreviver.  Então, a desesperança na falta de perspectivas, lhe leva ao desespero. Sonha que algum milagre possa remover os obstáculos e dê uma nova dimensão  a sua essência.

 

COMO LIDAR COM O DESEPERO?

Antes de tudo, o sentimento de desespero é muito, mas muito perigoso  à nossa integridade. Ele nos afeta a tal ponto que nos deixa cegos e irracionais. Não nos é possível pensar com clareza e, nesta visão curta, tudo é uma grande tragédia.

Quando algo nos acomete, geralmente vem de  maneira subida e não esperada, nos removendo o chão de nossos pés. Nesta categoria, se encontram perdas, acidentes, decepções, acontecimentos que julgamos injustos etc. Tomarmos uma decisão em estado de desespero estará sempre fadado a ser uma má escolha, provocando maus resultados.

1-Nunca tomemos alguma reoulução precipitada em pleno estado de desespero. Nunca!

2-Tomemos o absoluto e sagrado direito de ter tempo e calma de pensar por alguns dias a problemática em que nos encontramos, pesando sempre, os prós e contras. É recomendado fazer uma listagem de prós e contras e, a lista vencedora já nos dará uma noção por onde estamos nos movendo.

3-Nunca! Mas jamais mesmo permitirmos que alguém nos encurrale nos pressionando a tomar uma decisão “aqui e agora“ devida “a isto ou aquilo“. Quem nos pressionar desta maneira demonstra o quanto está mal intencionado. Sempre deveríamos afirmar que precisamos pensar COM CALMA E COM TEMPO ANTES DE SE DECIDIR POR UMA DECISAO IMPORTANTE. Os apressados cometem erros colossais dos quais se arrependerão no futuro. A força reside na tranquilidade.

4-Antes deveríamos nós mesmos trabalhar em uma avaliação sensata da conjuntura em que nos encontramos, para somente depois, já com algo mais concreto em mente, se for o caso, buscar um conselho de alguém sério e experiente.

5-A vida sempre nos surpreende com as suas inúmeras variações, quer gostamos ou não. Saber lidar com estas alterações nos fará mais fortes e estáveis emocionalmente. Nada é para sempre, nem as coisas boas nem as coisas ruins. Tudo passa tudo faz parte de um ciclo, como uma roda que gira constantemente.

6-Dá mesma forma que as coisas mudam para a nossa surpresa, da mesma feita, sempre haverá um novo caminho, uma nova porta que se abrirá uma nova solução apresentada. Trazendo-nos um novo aspecto de vida. A vida não para, nós é que nos atolamos na lama!

7-O que hoje nos parece uma catástrofe generalizada, amanhã a questão nos parecerá de outro ângulo diferente, pois o tempo, a maturidade nos abriu o olhar. Ampliando-nos a nossa visão turvada.

 

SUICÍDIO

DEPRESSÃO, DESESPERO, SUICÍDIO

Depois de um mais ou menos longo estado de depressão, a consequente falta de esperança termina, muitas vezes, acaba por eclodir com o desejo de simplesmente “por um fim a tudo”, como é o caso de nosso Carlos B. mesmo afirma. Anseia anular tudo e decide-se por uma saída dramática do palco da vida, comento suicídio.

 

SUICÍDIO É UMA SOLUÇAO AO DESESPERO?

Como já foi mencionado acima, nunca deveríamos tomar uma decisão sob a droga e influencia do desespero. Tudo que fizermos sob este estado será desastroso e poderá afetar toda a nossa vida e a dos outros também.

A razão de uma pessoa optar pelo suicídio é inúmera.

O que todo indivíduo deveria considerar antes de tomar uma decisão tão drástica como é o suicídio, é pensar que não estamos sozinhos vivendo numa ilha. Nós estamos cercados por pessoas que interagem conosco, que nos amam e, muitas vezes, dependem financeiramente ou emocionalmente de nós. Nós fazemos parte de uma engrenagem ativa.

Seja qual for o método escolhido para por fim a vida, em decorrência da depressão ou desespero. É importante lembrar que sempre causaremos, com este ato funesto, um profundo choque e trauma nas pessoas que deixaremos para traz. Colocando-as em uma situação existencial realmente muito complexa. É uma questão muito trágica saber que alguém que amamos se suicidou desta ou daquela maneira. Sentimos-nos traídos e abandonados, deixando uma gigantesca ferida que dificilmente cicatrizará.

Repetindo: Pensemos com consideração na dor insuportável que o suicídio causará naqueles que deixaremos aqui na Terra. Depressão e desespero tem cura!

Lamentavelmente existem pessoas tão adoentadas pelo egoísmo, tão concentradas em seu próprio umbigo, que é exatamente isto que pretendem alcançar com a sua retirada dramática da vida. Quer deixar um alguém de convivência, um miserável sentimento de culpa. A vingança é o objetivo de este Ser empobrecido.

1-Se for uma doença incurável a razão que nos motiva ao desejo de morrer, deveríamos procurar uma clínica que se preocupa em tratar com carinho pacientes terminais.

2-Se for uma grande decepção, puxar o freio de não! A princípio, não fazer absolutamente nada. Se acalmar e buscar uma alternativa, um novo direcionamento. Saber desapegar-se daquilo que não quer mais funcionar. Abrir mão, deixar ir…  Dar chance para que o novo entre trazendo refrigério e alegria de volta a vida. O tempo tudo transforma.

3-Se é devido à hipotética sensação de “falta de perspectivas”, busquemos ajuda profissional, participar de círculos de autoajuda, fóruns, atividades grupais, seminários. São todos recursos benéficos. Busquemos força e uma nova visão com pessoas sábias.

Todos nós podemos e temos o direito de seremos felizes. Entretanto, é necessário dar o primeiro passo. Querermos sair desta circunstancia de dor, buscar e viabilizarmos as transformações, procurar a ajuda certa.

Quem procura acha.

Tudo nos é possível, se nós fizermos a nossa parte.

Deixemo-nos ajudar e aceitemos esta ajuda.

 

E se você gostou de nosso site e de nossos artigos, ficaremos felizes com um comentário seu ou com um clique no like. Acrescente nosso BLOG em seus favoritos. Novos artigos postados periodicamente. Contato com S.Fair:  s.fair@livrosideiaslivres.com

 

DEPRESSÃO, DESESPERO, SUICÍDIO.

ISTO PODERÁ LHE INTERESSAR:

-LINK INTERNO – ORAÇÃO  

-LINK EXTERNO – LIDANDO COM A DEPRESSÃO  

 

 

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *