6 DIFICULDADES NA MEDITAÇÃO DO INICIANTE
6 DIFICULDADES NA MEDITAÇÃO DO INICIANTE
24th August 2017
4 DICAS PARA MEDITAR
4 DICAS PARA MEDITAR
8th September 2017
7 CONDIÇÕES PARA MEDITAR BEM 

 

7 CONDIÇÕES PARA MEDITAR BEM

 

Escrevemos três artigos complementares sobre o tema “meditação”. No primeiro tema abordamos as dificuldades que nos afligem como iniciante, quando nos decidimos a meditar (veja link no final do artigo). Neste segundo post desta série, vamos iniciar por comentando e analisando 7 CONDIÇÕES PARA MEDITAR BEM

 

Tanto se ouve falar em meditação.

Mas por que meditar?

Existem inúmeras razões:

Melhora a concentração e a criatividade, pois a meditação treina focar.

Tranquiliza e reduz o estresse, pois a mente se treina em sintonizar com um sentimento de tranquilidade.

Transforma para melhor o nosso cérebro, pois a meditação cria uma alta ativação no cérebro. Com pessoas acostumadas a meditar regularmente e profundamente, se constatou cientificamente, que o cérebro muda. Ocorre uma superatividade no córtex frontal esquerdo, a área que registra emoções positivas. Isto significa que podemos treinar a nossa mente, sensibilizar e moldar os circuitos cerebrais para obtermos grande sensação de bem estar. E isto sempre que desejarmos em nossas atividades ao longo do dia.

Melhora o humor, pois a meditação amplia nosso entendimento de tolerância e bons sentimentos.

Melhora os sintomas da dor, pois com o meditar se aprende a relaxar o corpo. Em estágios mais avançados da meditação, com a sintonia com o Divino, obtemos considerável alívio.

Melhora o sono combatendo a insônia, pois a meditação harmoniza as ondas mentais. A insônia somente se instalará se a nossa mente estiver muito envolvida com um fato que nos deixa ativo e alerta. Algo que tenhamos dificuldades em soltar. Remoer demais um tema somente traz esgotamento.

A pessoa fica mais atenta, pois a meditação nos sensibiliza ampliando a nossa percepção material e espiritual.

É natural que, em nossos dias agitados, tenhamos dificuldades generalizadas em nos aquietar e sentar-se para meditar. Sempre estamos pulando de uma sensação atrás da outra: dar um telefonema, ver os e-.mails, quantos likes e amigos se recebeu nas redes sociais, ver televisão, ouvir música, jogar no computador, chats, e outras atividades que nos mantém ocupados e, no final das contas, nos exaurem as forças. Temos imensos problemas em parar. Acreditamos que sempre temos que estar fazendo algo.

Escolher viver uma vida sob a ditadura do stress, estar constantemente irritado com dificuldades para dormir, ter medo do futuro e da vida, sempre funcionando e produzindo, consequentemente, estar constantemente ansioso e esfalfado. Sinceramente, isto não é a melhor alternativa. Não foi para isto que recebemos o dom da vida.

Muitas pessoas sofrem com as consequências devidas a falta de atividade física. Porém, praticando uma atividade regularmente de forma moderada, gera benefícios a saúde física e psíquica em geral. Diminuindo assim os níveis dos hormônios do stress aumentando a sensação de bem estar.

Desta feita, da mesma maneira que treinamos o nosso corpo, deveríamos treinar a nossa mente também.

 

7 CONDIÇÕES PARA MEDITAR BEM 

1- Quanto a duração de uma meditação – Para um iniciante que já medita por uns três meses e ainda não conseguiu uma regularidade quanto a duração ou para aqueles que desejam começar na arte sagrada da meditação. Um período inicial então seria se disciplinar em uma duração entre 15 a 25 minutos. Menos que isto não nos é possível se interiorizar e nem construir o nosso foco. Além deste tempo, poderão surgir alguns desconfortos físicos que, devido à falta de prática, irão impedir uma boa concentração. O que de fato conta é o bem estar físico e interior. Entretanto ao iniciante, se 15 minutos parecer uma eternidade, então medite, da melhor forma possível, por 5 ou 10 minutos e vá ampliando para 15 gradualmente.

Resumindo, melhor meditar profundamente por um curto tempo que meditar totalmente ausente e sem concentração ou foco. Pular de galho em galho como um macaco agitado.

De início é aconselhável simplesmente praticar relaxamento muscular e mental. Depois, com o tempo, o desejo de ter um foco será evidente. Com o treino anterior do relaxamento, a concentração será mais acessível. Tenha paciência consigo mesmo sem ficar irritado e nervoso porque acredita não ver resultados em sua meditação. Tudo na vida necessita de tempo, treino e perseverança. Encontrar Deus não é tarefa simples. Precisa ser conquistada.

A boa noticia é que se formos realmente devotos, sinceros e dedicados, o Altíssimo nos estenderá a Sua mão.  

Nunca acredite que Deus está distante de você e que não terá chances de encontra-Lo e de sentir a divina paz e felicidade interior.

Importante: Da maneira que acreditamos que Deus interage conosco, está também será a escolha que fazemos para nossa relação com Ele. Se acreditarmos que o Altíssimo nos ama nos ajuda nos ouve e compreende, este será a escolha do resultado que obteremos: Ele nos ouvirá e ajudará e conheceremos as bênçãos Divinas. Senão, recebemos aquilo que acreditamos receber e merecer. Mude a sua maneira de pensar que o resultado será a interação de Deus com o devoto.

2- Quanto ao local para meditar – Interessante seria encontrar um lugar apropriado onde se possa meditar sem ser perturbado. Este local poderá ser um ambiente dedicado somente para este fim, um canto reservado em algum espaço tranquilo em sua casa, no jardim. Escolha um sítio no qual você se sente bem em estar.

Em nosso terceiro artigo vamos abordar sobre as posições ideais para meditar (link no final deste artigo). Arrume o seu cantinho sagrado com uma cadeira de encosto ereto, um banquinho, uma almofada grande que isole você do chão, um tapete, incensos, incensários (usar incensos de qualidade e com ventilação. Sempre.), uma boa musica relaxante etc. O local, os objetos e assessórios que escolher deveria ser reservado e utilizado somente para fins da meditação. Se for possível, deixe-o sempre preparado para ser usado. Se não for, monte e desmonte a cada vez, o que não é exatamente o ideal. Mas seja organizado para não perder os elementos e não saber depois onde guardou a manta ou a almofada, isto ou aquilo. Nem fique mudando cada vez de local. Isto tudo impede que a rotina se instale com fluidez. Encontre um setor tranquilo em sua casa quarto escritório ou outro local qualquer que seja adequado, e mantenha este local.7 CONDIÇÕES PARA MEDITAR BEM 

3- Quanto a regularidade da meditação – A regularidade é necessária. É um hábito de que se adquire como comer, tomar banho, dormir. Meditar diariamente até se transformar em costume, uma naturalidade até o ponto de que se não se consegue mais imaginar viver sem o ato regular de meditar. No início exige disciplina e força de vontade, mas com o tempo, se instala um desejo interior imperativo da prática. Existe uma necessidade interior de realizá-lo. Precisamos dela para nos equilibrar, preencher e sermos felizes. E isto só se consegue realizando algo regularmente. Meditar de vez em quando não traz progresso. Da mesma forma que meditar por um longo período de uma vez e, o resto da semana ou do mês, não ocorrer nada, também é contraproducente. O ideal é meditar diariamente em um horário determinado por uns 15 minutos.

4- Quanto ao horário da meditação – Nosso dia a dia está cada vez mais complexo. E planejar um horário no período da tarde ou da noite sempre é bem mais difícil. O ideal é reservar o horário da manhã, pois é mais fácil de organizar neste período. Regule o despertador para uns 15 minutos antes e dedique-se a meditar. Estes 15 minutos de tempo dedicados é curto o suficiente para impedir que se tenha um período de sono insuficiente e atrapalhe o andamento de nossas atividades.  Férias de meditar, fazer longas pausas não são aconselháveis, uma vez que desejamos nos desenvolver pessoalmente e espiritualmente. Interrupções só contribuem para a quebra do ritmo instalado e da harmonia interior. Depois de uma determinada pausa mais ou menos longa, sempre enfrentaremos certas dificuldade ou barreiras mentais em retornar.

Outra vantagem do horário matutino é que simplesmente nos encontramos com a cabeça fresca e descansada, favorecendo a concentração. O que não impede meditar mais outra vez antes de se deitar, o que contribui de maneira fantástica para uma boa noite de sono e bem estar.

Meditar antes do desjejum, antes de qualquer outra atividade e treinar-se para manter esta harmonização adquirida no período da meditação, ao longo de todo o dia.

A meditação não está condicionada somente há estes poucos minutos, mas se estende durante todo o nosso dia e em tudo que estivermos fazendo. Procurar trabalhar naquilo que temos que realizar, mas mantendo o mesmo foco da meditação: a harmonização e união com o Altíssimo.

5- Quanto a paciência – Paciência é um dom imprescindível desenvolver. Paciência para conosco é importantíssimo. Paciência com as dificuldades de concentração, de manter o foco, de combater o cansaço, o sono, a preguiça, o desanimo, a falta de motivação em continuar etc. Paciência para manter a perseverança, apesar de todas as dificuldades e racionalizações improdutivas do iniciante. Paciência de continuar e continuar, apesar da frustração inicial.

6- Quanto ao estado de nosso corpo – Ao sentarmos-nos para meditar, não importa se numa cadeira, posição de lótus ou semilótus. Perceberemos o quanto estamos desconectados com o nosso corpo, de que as juntas estão rígidas o quanto estamos insensíveis, e além dos estragos óbvios que o estresse e emoções descontroladas causaram no organismo etc. A lista pode ser bem longa. Provavelmente se necessitará de alguns exercícios físicos de fortalecimento e alongamentos, tais como yoga, Tai chi chuan, Qigoing etc. para ajudar em todo este processo. Além da provável mudança de alimentação para obter mais saúde, alcalinizar o sangue e nos deixar mais sensíveis para o nossa caminhada espiritual.

7 CONDIÇÕES PARA MEDITAR BEM    7 CONDIÇÕES PARA MEDITAR BEM 

7- Quanto ao meditar em grupo – Com o tempo, é bastante construtivo meditar de vez em quando, com outras pessoas. Talvez encontrar um centro de meditação e frequentar, de alguma forma regular ou não, destes encontros. Sempre existe a oportunidade em obter maiores orientações, compartilhar experiências e ter novos estímulos, quando a crise espiritual e dúvidas bater a nossa porta. Em grupo somos bem mais fortes. Centros de meditação que praticam os ensinamentos de Paramahansa Yogananda ou instituições budistas, por exemplo, são altamente indicados.

7 CONDIÇÕES PARA MEDITAR BEM 

 

A meditação regular nos brindará com sensibilidade espiritual, maior concentração, maior tranquilidade em resolver nossos dilemas diários, obter paz interior, um maior sentimento de tolerância e compaixão.

Tome o seu destino nas próprias mãos e não desista da meditação e de usufruir  as boas consequências dela, apesar das dificuldades. Meditar não é uma missão impossível. O grande desafio é acalmar a mente. O desanimo não nos ajudará atingir os nossos objetivos. Sejamos persistentes acima de tudo. Todo este esforço nos trará resultados nunca antes imaginados.

Agora convidamos ler o terceiro artigo que complementa esta série. Tratamos  das técnicas de como meditar, sobre que posição nós devemos ou podemos nos sentar e sobre as questões espirituais.

 

E se você gostou de nosso site e de nossos artigos, ficaremos felizes com um comentário seu ou com um clique no like. Acrescente nosso BLOG em seus favoritos. Novos artigos postados periodicamente. Contato com S.Fair:  s.fair@livrosideiaslivres.com

 

7 CONDIÇÕES PARA MEDITAR BEM

ISTO PODERÁ LHE INTERESSAR:

-LINK INTERNO – 4 DICAS PARA MEDITAR

-LINK EXTERNO – A Importância da Yoga

Leave a Reply

Your email address will not be published.